eficienciaenergetica
Quantas vezes já ouvimos a expressão “Eficiência Energética”, que quando é mencionada, muitos associam a encargos com a legislação em vigor, ou em encarecimento dos equipamentos.

No entanto, apesar da legislação contribuir para que as instalações sejam mais eficientes em termos energéticos, tanto em edifícios de serviços como em instalações industriais, torna-se fundamental que os gestores de topo sejam alertados para a eficiência energética ser uma característica que deve estar permanentemente na gestão de uma instalação, bem como, na escolha e/ou manutenção de um equipamento.

Quando se pretende efetuar uma auditoria energética, esta assenta nos seguintes aspetos:
• Análise dos consumos de energia;
• Desagregação de consumos de energia pelos sistemas instalados;
• Análise geral dos principais consumidores de energia;
• Medidas de racionalização de energia generalizada.

Apesar dos aspetos mencionados permitirem efetuar um “raio-X” do tipo macro de uma instalação, porque não fazer um “raio-X” apenas a um sistema?

O departamento de Energia e Engenharia na Manvia possibilita dar soluções a esta questão, atuando de forma micro a sistemas que estão atualmente instalados, com o serviço de Diagnóstico Direcionado, permitindo avaliar os sistemas individualizados por escolha do gestor de energia, cliente ou gestores de manutenção.

Este serviço não está limitado à necessidade de avaliar um sistema, mas também quando se pretende substituir um equipamento, quer seja uma eletrobomba, um chiller, um compressor de ar ou uma caldeira.

O Diagnóstico Direcionado permite fornecer ao Cliente várias soluções com diferentes custos e retorno ao investimento, permitindo analisar a VAL e a TIR de cada medida proposta. Na indústria a abordagem é semelhante, permitindo obter várias soluções de melhoria no sistema.

Este serviço permite principalmente conhecer o estado atual do sistema, possibilitando analisar o sistema mais eficiente. Pois, apenas através do conhecimento aprofundado do sistema é possível caracterizar a necessidade de aproveitar ou requisitar sinergias a outros sistemas.

Um bom exemplo deste tipo de serviço é o projeto que o departamento de Energia e Engenharia (DCC7) apresentou à GESAR em que mediu e analisou os rendimentos das bombas de duas estações elevatórias de águas residuais, concluindo que os equipamentos atuais estavam desajustados face ao que foi projetado.

Desta forma, foram propostos novos equipamentos que fariam aumentar o rendimento dos sistemas em cerca de 43%, com economias significativas no total das duas instalações, representando aproximadamente 40% da redução da fatura anual.

Igualmente, na empresa AMCOR, S.A., foi possível atuar com sinergias de sistemas, onde através da produção de ar comprimido, é possível aproveitar a energia térmica para águas quentes sanitárias (AQS), concretamente para os balneários, diminuído drasticamente o consumo de gás natural, traduzindo uma poupança de energia em 80% em AQS.

VER ARTIGO COMPLETO