Notícias

Inventariação de Ativos nas Águas do Norte

By 28 Março, 2019 No Comments


Após finalizar o inventário de ativos em 748 instalações nas infraestruturas de abastecimento e saneamento das Águas do Vale do Tejo, do Grupo Águas de Portugal, a Manvia encontra-se agora a efetuar a mesma prestação nas Águas do Norte num total de 1861 instalações, desde Barragens, Captações, Estações de Tratamento de Água, Estações Elevatórias de Abastecimento, Reservatórios, Pontos de Entrega, Estações de Tratamento e Estações Elevatórias de Águas Residuais.

A área geográfica que abrange esta prestação estende-se desde Vila Nova de Foz Côa, na fronteira entre Trás-os-Montes e a Beira Alta, e Melgaço (vila mais a norte de Portugal na fronteira com a Galiza).

Para a Inventariação de ativos da Águas do Norte, Manvia conta com a experiência de técnicos multidisciplinares que procedem à identificação, etiquetagem e georreferenciação dos ativos no terreno.

O trabalho de inventariação de ativos tem como objetivo final a criação de uma base de dados onde é possível consultar a identificação, localização e caraterização dos ativos de cada instalação e desta forma, ficar a saber os equipamentos que existem por instalação ou os que são comuns entre instalações, permitindo controlar os equipamentos existentes, as respetivas vidas úteis, otimizar manutenções e custos dos stocks de peças de reserva.

As empresas têm a obrigação legal de possuir uma lista de património/ativos atualizada, permitindo assim efetuar amortizações, reavaliar o valor dos equipamentos após intervenções avultadas, tal como suportar a decisão de abate de ativos, planear futuros investimentos e contabilizar custos de produção.